Edemas maculares

Edemas maculares

edemas-maculares

O que é Edema macular diabético?

O edema macular diabético é a maior causa de cegueira entre pessoas com idade economicamente ativa. Ele ocorre como resultado do excesso prolongado de açúcar no sangue. Isso faz com que os vasos sanguíneos dos olhos absorvam mais líquido, levando ao inchaço da retina e prejudicando sua função.

Quando os vasos sanguíneos dos olhos acumulam líquidos, eles ficam inchados e afrouxam as junções entre as células das paredes dos vasos sanguíneos. Na medida em que as junções se afrouxam, os líquidos dentro dos vasos sanguíneos vazam para os tecidos em volta da retina e próximos à mácula, formando o edema macular diabético.

As pessoas que têm diabetes apresentam um risco de perder a visão 25 vezes maior do que as que não são portadores da doença. Estima-se que dos atuais 12 milhões de diabéticos brasileiros, 10% terão problemas de visão e pelo menos 2% ficarão cegos após 15 anos com diabetes.

Causas

No edema macular diabético, os vasos sanguíneos são expostos a um excesso prolongado de açúcar no sangue em decorrência do diabetes, e isso pode acontecer inclusive nos olhos. Mesmo sem alterações na visão, os vasos do olho acumulam fluído e incham, podendo surgir novos vasos mais frágeis.

Esses vasos mais enfraquecidos podem romper ou extravasar sangue, causando hemorragia e infiltração de gordura na retina. Quando as hemorragias e as gorduras afetam a mácula, ocorre o edema macular diabético. A mácula é uma estrutura situada na região central da retina, e tem como função receber e traduzir a imagem para o cérebro.

No diabetes, pode acontecer de um material anormal ser depositado nas paredes dos vasos sanguíneos da retina, causando estreitamento e às vezes bloqueio do vaso sanguíneo, além de enfraquecimento da sua parede – o que ocasiona deformidades conhecidas como micro-aneurismas. Esse processo é chamado de retinopatia diabética. Quando esses vasos se rompem e afetam a mácula, ocorre o edema macular diabético.

Fatores de risco

O diabetes mal controlado é o principal fator de risco para o edema macular diabético. Apesar de ela ser comum em pessoas mais velhas, que convivem com a doença há mais tempo, o edema macular diabético pode afetar qualquer idade.

Sintomas de Edema macular diabético

No início, o edema macular é assintomático e o paciente pode não sentir dificuldade de visão. Com o tempo, pode ocorrer distorção ou borramento da visão. Outros sinais do edema macular diabético são:

  • Distorção de imagens
  • Sensibilidade alterada ao contraste
  • Fotofobia
  • Mudança na visualização de cores
  • Alterações no campo de visão, também chamados de escotomas.

Se não diagnosticado em tempo, o edema se desenvolve e a perda dos fluidos da mácula, responsáveis por levar a imagem ao cérebro, podem ser irreversíveis, ocasionando a cegueira.

Buscando ajuda médica

Se você tem diabetes e está percebendo que sua visão está ficando borrada, especialmente na parte central, procure um médico.

É importante, no entanto, que pacientes com diabetes façam consultas regulares a um oftalmologista especializado em retina independente de estarem com algum problema na visão, para prevenir ou diagnosticar o problema precocemente.

Na consulta médica

O oftalmologista especialista em retina é o médico que está habilitado a diagnosticar o edema macular diabético. Aqui estão algumas informações para ajudar você a se preparar para sua consulta e para saber o que esperar do seu médico.

Nelson Chamma Capelanes - Doctoralia.com.br